25-06-14-2

Câmara aprova abono para diversas categorias do funcionalismo público

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram na noite desta terça-feira, dia 24, durante a 19ª  sessão ordinária, o projeto enviado pelo Executivo municipal que garante o abono salarial para diversas categorias do funcionalismo público. A proposta do governo foi aprovada por 10 votos favoráveis e dois contrários.

A sessão foi acompanhada por cerca de 70 servidores públicos que estão em greve e pedem a revisão salarial da categoria. Três representantes do movimento grevista usaram a Tribuna Popular no início da sessão. O debate em torno do funcionalismo tomou conta da sessão que se estendeu até a madrugada da quarta-feira, dia 25.

Os vereadores Professor Moreira (PT) e Luis Lune (PCdoB) apresentaram uma emenda ao projeto elevando para R$ 380 o valor do abono, estendendo para todos os servidores públicos e incorporando ao salário, mas a proposta rejeitada pelas comissões permanentes e nem chegou a ser votada no plenário.

O presidente da Câmara Municipal, Eduardo Nóbrega, disse que aprovação do abono não significa o fim das negociações da categoria com a prefeitura. “Defendo o diálogo e nesse momento o abono é uma conquista. Essa é uma sinalização de reabertura nas negociações que estava prejudicada por posições políticas pessoais”, lembrou.

Nóbrega disse também que a Câmara Municipal poderá criar comissões temáticas para aprofundar a discussão do tema. “Essa Casa de Leis nunca fugiu o debate, temos que ter responsabilidade e não fazer promessas que não podem ser cumpridas, já temos a garantia do abono, agora temos que olha para frente”.

Luis Lune disse que o abono não contempla a categoria e pediu seja feita uma revisão salarial o mais urgente possível. “O funcionalismo está há 18 anos sem aumento, sem reposição, com salários muito defasados, não podemos continuar com essa situação em Taboão da Serra”, afirmou o vereador de oposição.

O abono será pago a partir de julho deste ano e varia entre R$ 100 e R$ 200, dependendo do cargo. A descrição dos cargos que receberão o abono será publicada na próxima edição do Diário Oficial do Município.

Votaram a favor do abono os vereadores Joice Silva, Carlinhos do Leme, André Egydio, Marco Portal, Eduardo Lopes, Ronaldo Onishi, Marcos Paulo, Cido, Luzia Aprígio e Érica Franquini. Contra o projeto foram Luis Lune e Professor Moreira. O presidente Eduardo Nóbrega só vota em caso de empate.

social position