Exposição 60 anos de emancipação de Taboão é encerrada com visitas ilustres

Na última semana de exposição, o ex-prefeito José Vicente Buscarine e a historiadora Maria Candida Delgado Reis prestigiaram a mostra e elogiaram o presidente Marcos Paulo

Terminou na sexta-feira, 15/03, a 1ª Exposição 60 anos de emancipação sob o olhar do Legislativo de Taboão da Serra que reuniu documentos históricos das décadas de 60, 70, 80, 90 e a partir dos anos 2000 para resgatar as memórias desde a autonomia política e administrativa da cidade. Para o próximo ano, na comemoração dos 61 anos, o presidente da Câmara de Taboão, vereador Marcos Paulo, tem objetivo de realizar uma exposição de fotos antigas, com a participação e interação da população.

Durante o período da mostra, foram recebidos munícipes, professores, estudantes e nesta última semana, o ex-prefeito José Vicente Buscarini e a historiadora Maria Candida Delgado Reis, acompanhada da professora Silvia Maria de Souza visitaram a mostra e destacaram elogios ao presidente, vereador Marcos Paulo.

O ex-prefeito José Vicente Buscarini foi vereador com apenas 23 anos, eleito na 5ª Legislatura de 1976 a 1981. Foi o chefe do executivo taboanense por duas vezes de 1982 a 1988 e 1993 a 1996. Durante a visita ao olhar os documentos históricos relembrou casos que aconteceram durante os seus mandatos. Buscarini destacou que o jovem presidente Marcos Paulo fez um belo trabalho com a exposição. “Parabenizo o presidente Marcos Paulo e todos pelo belo trabalho e iniciativa, uma cidade não é uma cidade se não tiver e registrar sua história. E que vocês continuem pesquisando mais, se aprofundando mais na história, porque Taboão ainda é uma jovem senhora com seus 60 anos e já tem muita coisa para contar. Fico feliz pelo resgate histórico e mais uma vez digo que é digno de nota” elogiou.

A historiadora, mestre e que está fazendo doutorado na PUC, professora Maria Candida Delgado, referência nacional na área de resgate e preservação de memórias com projetos em várias cidades e que em conjunto com o secretário de Educação de Taboão da Serra, professor João Medeiros é autora do livro Taboão da Serra: profundas raízes e a professora Silvia Maria de Souza que também é co-autora da rica produção literária também destacaram a importância de promover o resgate histórico.

Maria Candida enfatizou que os documentos antigos não podem ser classificados como arquivo morto e também exaltou a atitude do presidente Marcos Paulo. “Eu fiquei alegre e entusiasmada de ver o cuidado e preocupação com a documentação. Dar vida aos documentos e mostrar que arquivo permanente não é arquivo morto, é um arquivo vivo que tem muito a ensinar pra gente. Gostei muito dessa iniciativa do presidente Marcos Paulo de abrir essa possibilidade”, destacou.

A professora Silvia Maria comemorou a parceria entre a Câmara Municipal de Taboão e escolas, que através da Escola do Legislativo traz alunos para aprender na prática como funciona e o papel dos vereadores. “Essa questão que vocês abordaram além de abrir para os munícipes, também ter essa parceria com as escolas municipais também faz com que a gente construa cidadãos mais atuante. Então essa parceria da Câmara com as escolas municipais é muito benvinda”, concluiu.

_____________________________________________________________________________

Legenda 1: O ex-prefeito Buscarini parabenizou o presidente, vereador Marcos Paulo pela exposição

Legenda 2: A historiadora Maria Candida e a professora Silvia Maria exaltaram que a iniciativa do presidente Marcos Paulo deu vida aos documentos históricos que tem muito a ensinar.  

social position

Compartilhar