Estatuto da GCM foi apresentado e discutido na Câmara, votação foi marcada para o dia 14

O Plano de Cargo e Carreira da Guarda Civil Municipal de Taboão da Serra foi apresentado e discutido na segunda-feira, 11, durante audiência pública da Comissão de Segurança da Câmara, com a participação da GCM e de parte dos vereadores. O novo estatuto foi apresentado pelo secretário de Gestão de Pessoas, Gilmar Leone. De acordo com ele, o salário inicial da GCM passará dos atuais R$ 1.200,00 para R$ 1.800,00. Além disso, há a garantia de aumento salarial dos guardas a cada dois anos e possibilidade de reenquadramento dentro da corporação. A presidente da Câmara, Joice Silva, convocou sessão extraordinária para essa quinta-feira, 14, a fim de apreciar o novo estatuto da guarda.

“Fiz questão de participar da audiência para anunciar a sessão extraordinária que convoquei e mostrar a nossa guarda que os vereadores e essa Casa de Leis apoiam a categoria. Quinta-feira vamos votar mostrando aos nossos GCMS o carinho que o prefeito e os vereadores tem por todos eles. Acredito que agora é o momento de olhar para frente sem se apegar mais aos erros do passado”, afirmou a presidente Joice Silva.

Atualmente, o plano de carreira da GCM permite que a evolução da carreira, seja feita de forma diagonal quanto vertical. O novo estatuto corrige essa distorção. Gilmar Leone garantiu que ele foi pensado e discutido à exaustão para assegurar que não haja distorções como aconteceu no passado. Para conseguir evoluir na carreira, os guardas vão precisar fazer cursos de titulação (graduação, pós-graduação ou doutorado) ou capacitação, que será oferecida pela Prefeitura ao longo do ano.

“Há mais de um ano estamos discutindo a reformulação do plano com a comissão da guarda. Diferente do que aconteceu da outra vez, quando foi contratada a Fundação Getúlio Vargas. Após a aprovação pela Câmara o plano deve ser implantado a partir de janeiro. O impacto na folha de pagamento é de mais ou menos R$ 70 mil mensais”, afirmou Gilmar Leone.

Após a apresentação a presidente da Comissão de Segurança, Érica Franquini, avaliou que o plano apresentado é positivo e trará benefícios para a guarda.

“Estamos corrigindo um erro do passado, de um estatuto que foi alterado às pressas e acabou prejudicando a nossa guarda. Esse plano vai ajudar a todos desde o iniciante até aos mais antigos. Na realidade não é aumento salarial, é plano de carreira. Para mim, os nossos GCMs são melhores do que a Polícia Militar. Estou muito feliz de estar na presidência da Comissão de Segurança e trazer essas melhorias para eles e todas as famílias”, celebrou a vereadora Érica Franquini.

O comandante da Guarda, Sandro Léo elogiou o novo plano de carreira e garantiu que o mesmo foi amplamente discutido com a categoria. Ele descartou a possibilidade de haver pontos obscuros ou retirada de direitos, como a guarda reclama ter acontecido no passado.

“A possibilidade de retirada de direitos está totalmente descartada. O prefeito Fernando Fernandes trata a guarda com respeito e carinho. Desde o início o prefeito deixou bem claro que a intenção dele é resgatar o que foi tirado do passado”, disse.

Um dos mais conceituados GCMs de Taboão da Serra, o subcomandante Borgatto, classificou o estatuto como um verdadeiro presente de natal para a categoria.

“Foi ótimo, principalmente o salário, as progressões, sem contar que abre uma lacuna pra gente negociar com o prefeito mais algumas coisas. Para nós é o melhor que poderia haver, um presente de Natal”, disse.

O vereador Eduardo Nóbrega afirmou que o estatuto  será um  sucesso e observou que deve-se usar esse exemplo da guarda em todas as situações. Para ele, o diálogo com as categorias jamais pode ficar em segundo plano.

“Ainda que você tenha que assumir alguns princípios, dizer frente a frente com o funcionalismo qual é a situação real orçamentária. Todos eles entenderam. Vocês perceberam aqui hoje, que após os esclarecimentos os próprios funcionários, fazendo uma avaliação da realidade do nosso país, e Taboão esta na contramão do que está acontecendo no nosso país”, declarou.

O vereador Cido da Yafarma fez balanço positivo da atuação da GCM e citou o reconhecimento que a corporação tem da população. Para o vereador o novo estatuto vem fazer justiça e corrigir os erros do antigo.

Já o vereador Ronaldo Onishi salientou as dificuldades cotidianas que os GMs enfrentam para atuar na segurança pública de Taboão. Lembrou o heroísmo da tropa e citou o risco iminente como alguns dos fatores que evidenciam a necessidade de valorização.

social position

Compartilhar